De refugiada da guerra à CEO INBOUND MANAGER DE MULTINACIONAL

O ano era 1978, o cenário é pós-Guerra do Vietnã e a protagonista é Tran Uyen. Uma história de superação e uma grande inspiração, onde aos 5 anos Tran Uyen se viu embarcando, junto a outras 25 pessoas da sua família, em um barco pesqueiro para fugir do Vietnã, país que se encontrava devastado por anos de violentos conflitos.

“Eu não lembro muito de lá, mas tenho uma imagem bem marcante saindo do país, dentro das cavernas, ruínas e montanhas da parte litorânea. Uma das minhas primeiras e mais vívidas memórias é de quando estávamos dentro do barco esperando resgate: eu vi baleias nadando. Enquanto as outras crianças passavam mal de enjoo, eu batia palmas e estava muito feliz”, conta Tran.

Momento do resgate, com o navio da Petrobras ao fundo

Ao saírem do país, Tran e sua Família permaneceram por 48 horas à deriva, alimentando-se apenas com arroz branco e água. Na esperança de atraírem alguma embarcação para que assim pudessem pedir asilo e socorro, que veio a ocorrer por um navio da Petrobrás. “Minha família conta que o navio parou porque o comandante tinha recebido informações meteorológicas de que o tempo iria virar e passaria um furacão. O governo brasileiro não autorizou o resgate, mas ele percebeu que a nossa embarcação não aguentaria e se comoveu com a situação. Foi uma questão de humanidade, porque ele sabia que não iríamos resistir. Detalhe: o furacão realmente veio.” O destino inicial foi Cingapura, onde por lá permanecerem por oito meses aguardando que a ONU conseguisse organizar todo o processo para que uma nova nação pudesse acolhê-los.

Tran viu seu destino sendo traçado por um sorteio e sua família foi dividida para 4 países e assim ela, seu irmão e pais vieram para o Brasil. Em fevereiro de 1979, a família desembarca no Rio de Janeiro, onde permaneceram por 3 meses no hospital da Cruz Vermelha e logo após vieram para São Paulo. Inicialmente, em São Paulo, moraram na Igreja Missão Paz, no Glicério, local que ainda recebe muitos imigrantes ainda hoje. Por lá permaneceram por volta de um ano até a ONU providenciar a documentação necessária para que Tran e seus irmãos conseguissem frequentar as escolas públicas e sua família levar uma vida normal.

Desde sua adolescência, Tran tinha a vontade de conhecer outros países e culturas diferentes, o que a levou estudar Administração com ênfase em Comércio Exterior. “Quando completei 19 anos, consegui visitar meus avós no Vietnã. Depois desse encontro, também visitei meus outros familiares na Austrália, Canadá, EUA e morei um ano no Canadá a convite dos meus tios.”

Foto na sua primeira escola em São Paulo

Do seu início profissional como ETW (cargo), até sua contratação em definitiva, Tran passou por coordenação e chegou à gerência de Inbound, somando quase 13 anos atuando na mesma empresa. Atualmente Tran assumirá o cargo de CEO Inbound Manager para as empresas Centauro e FISIA.

Essa é a história incrível e inspiradora da Tran Uyen, é um grande exemplo de uma pessoa que não desiste e acredita nos seus sonhos. Alguém que cresceu e escalou degrau por degrau sua carreira vitoriosa.

“No final, eu acho que aquele sorteio foi obra de Deus porque, apesar de todo o medo e confusão, meu pai conseguiu se estabelecer e foi mais bem-sucedido do que nossos familiares que foram para os outros lugares. Hoje, sou brasileira, trabalho num lugar que amo e posso olhar para trás e dizer que sempre fiz a coisa certa”, finaliza Tran.

Bate-papo com Tran Uyen

Como você vê o Dia Internacional da Mulher?
Vejo que é um reconhecimento da luta da mulher tanto nas esferas profissionais, familiares e acima de tudo, sobre ser mulher.

Uma mulher inspiradora?
Minha avó materna.

Porque?
Minha avó, foi uma das grandes responsáveis por termos entrado naquele barco pesqueiro e saído do Vietnã. Ela é uma mulher guerreira, paciente, perseverante e com um amor incondicional.

Ser mulher é…
Ser ao mesmo tempo firme e sensível, focada e multitarefa, saber falar e saber ouvir. 5- Deixe um recado para as mulheres da nossa empresa:
Acredite no seu potencial, talento e sem medo de falar, impor o seu valor e sua crença!

Share This

Copy Link to Clipboard

Copy